Um filho e um sonho

Oi minha gente!

Pelo fato de 2 de nós já serem mamães, preciso compartilhar com vocês algumas sensações.

Essa noite eu tive um sonho louco. Eu dormi mais cedo do que habitualmente, induzido por remédios (com receita médica, diga-se de passagem).

O sonho ia normalmente até que eu disse ‘vou pra casa porque preciso ver minha filha’. No sonho eu tinha esquecido que era mãe, e a minha mãe estava tomando conta do meu bebê por mim, quando lembrei que era mãe, pronto. O resto do mundo não precisava mais existir.

Peguei aquele bebê e cheirava ele, olhava e meus olhos se enchiam de lágrimas… de felicidade mesmo. Sentia aquele serzinho tão pequeno nos meus braços, amamentava (sim, até isso fiz), e era um sentimento de felicidade incomparável à qualquer momento que eu já tive.

Perguntei diversas vezes pra minha mãe o que eu tinha que fazer pro bebê não engasgar, como eu fazia pra mudar ele sem machucar. Coisas de quem nunca foi mãe mesmo.

Logo eu acordei assustada, achando que realmente eu ia ter que levantar da minha cama correndo pra atender minha filha (lembrando que eu sempre digo que queria um ranhentinho, mas no sonho era uma menina). Até me dar por conta que foi um sonho.

De verdade, foi até um alívio. Me sinto totalmente despreparada pra ser mãe e ainda mais na minha atual fase. Iniciando trabalho, sem retorno financeiro algum.

Apesar do alívio, também me tomou conta um sentimento estranho, de que toda aquela felicidade que experimentei não existe. Não sei se ser mãe dá realmente aquela sensação, mas era tão calmo, tão sereno que hoje não consigo parar de pensar nisso.

Não, não quero ‘pagar pra ver’. Não agora. Mas que sentimento é esse, meudeus?!

4 comentários:

Glaucia disse...

Não tenha pressa, nem sinta-se obrigada a ter filho só por que nasceu mulher, acho isso um horror, quando você achar que é a hora manda ver. Filho não é obrigação, é opção.
Falei durante boa parte da minha vida que não seria mãe, que não havia nascido pra isso, um dia eu decidi, optei por isso e foi uma escolha muito acertada, uma das poucas na minha vida.
Meu filhote é incrível, lindo, inteligente (e eu absolutamente coruja).
Beijo pra ti.

Shittie disse...

Muy interesante el tema...muy bueno tu blog.....te invito a que visites los mios: http://violetadia.blogspot.com/ y http://virtualmenteadicta.blogspot.com/.

Cá / MY disse...

isto se chama instinto materno..rsrsrs, capaz que uma boa leonina não teria seus filhotes, neh Toti......mas na hora certa!

Cá / MY disse...

isto se chama instinto materno..rsrsrs, capaz que uma boa leonina não teria seus filhotes, neh Toti......mas na hora certa!